• Tue. Dec 6th, 2022

JAMEY JASTA expulsa suposto nazista de show do HATEBREED


Raça de ódio tocou em Oklahoma City em 5 de novembro, que viu a banda arrasando como de costume e Raça de ódio vocalista Jamey Jasta expulsando um suposto nazista do show. Em um videoclipe do show, a multidão parece chamar Jasta para expulsar a pessoa, ao que ele responde que as pessoas realmente deveriam estar lidando com as coisas. A partir de agora, não está claro o que a pessoa fez para a multidão e a banda identificá-los como nazistas.

Propaganda. Role para continuar lendo.

“Ouça, os nazistas não são bem-vindos em Raça de ódio mostra. Isso é uma coisa óbvia pra caralho. Mas vocês têm que policiar seus próprios shows, ok? Na nossa época, eu não ia ao vocalista da porra da banda. Nós lidamos com nossa merda [in] a rua. Ninguém vê nada. Sem porra de delator, sem policiais. Você tem um problema? Você lida com isso na rua como homens.”

Depois de encorajar a pessoa a sair, Jasta em seguida, disse que obviamente não há lugar para ódio em um Raça de ódio mostrar.

“Não deixe a porta bater em você na saída. Não há lugar para racismo, anti-semitismo, sexismo, transfobia – nada dessa merda. A vida é difícil o suficiente. Todo mundo precisa de música. Mas eu não sou um policial de merda. , mas policie sua própria merda da próxima vez, certo? Eu amo cada um de vocês, mas policie sua cena. Não depende das bandas.”

Grite para o leitor Benjamin Sharp por enviar o clipe, que forneceu um pouco mais de informações sobre o que aconteceu: “Estou honestamente inseguro [how this started]! Meu amigo estava filmando e nós dois estávamos no trilho, e o indivíduo gritando no início do clipe capturou nossa atenção, então ele virou o telefone. Eu vi o homem que a multidão essencialmente se ejetou, e ele parecia bastante embriagado e beligerante para começar.”

Propaganda. Role para continuar lendo.

Quer mais metal? Assine nosso boletim diário

Digite seu e-mail abaixo para receber uma atualização diária com todas as nossas manchetes.