• Tue. Dec 6th, 2022

“Eu sou um pequeno artista underground no mundo”


Blaze Bayley fronteado Dama de Ferro entre 1994 e 1999 na ausência de Bruce Dickinson. Bayley gravado O fator X e VirtualXI com a banda, os quais atraem reações mistas de Dama de Ferro fãs até hoje.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Então, como é a vida para Bayley na sequência de estar em uma das maiores bandas do mundo? Em entrevista com Rede de passagem de som, Bayley disse que ele é menor do que as pessoas pensam, mas no geral feliz, especialmente com seu álbum solo de 2021 Guerra dentro de mim. Ele também acrescenta que está ciente dos registros que fez com Dama de Ferro são divisivos, mas observa que ele ainda está orgulhoso deles e sabe que eles se saíram melhor em certos mercados do que em outros

“Minha composição agora é mais como montar algo, deixar, ouvir, então com novas [ears], tem alguma distância. E acho que isso funciona para mim neste momento da minha carreira. Mas tenho muita sorte de ter tantos apoiadores dedicados e leais.

“Sou um pequeno artista underground no mundo. As pessoas pensam que sou muito famoso por causa do meu tempo com Dama de Ferro. Eu era uma parte muito pequena Dama de Ferro. E esses álbuns, na época, foram bem em alguns países. Meus álbuns foram bem na Grécia e na Suécia e no Brasil, mas em outros lugares eles não foram muito bem, os meus. Os fãs não gostaram muito da mudança.

“Muitas pessoas daquela época ainda odeiam Blaze Bayley, eles odeiam o que eu fiz, eles têm aqueles dois álbuns em que eu estava. Isso é bom para mim. Gosto do fato de ter feito algo forte o suficiente para que alguém tenha uma reação emocional tão grande e forte a isso. Mas acho que algumas das pessoas que me odeiam nunca ouviram o que eu faço.”

Propaganda. Role para continuar lendo.

Bayley lança álbuns solo desde 2008 e também faz frente acônitoque lançou um novo disco chamado gênio no início deste ano.

Quer mais metal? Assine nosso boletim diário

Digite seu e-mail abaixo para receber uma atualização diária com todas as nossas manchetes.